sábado, 8 de setembro de 2012

You & I (Finding t.A.T.u.)

A triste história de um filme que tinha tudo para se tornar um clássico trash mas acabou sendo só muito ruim mesmo.

A vida do t.A.T.u. sempre foi uma bagunça. Duas adolescentes contratadas por um empresário pornô para gravar um CD explorando um falso lesbianismo e virando o maior fenômeno pop da história da Russia, Lena e Yulia acabaram por se tornar algo cult na cultura dos anos 2000: mesmo com toda a fabricação os albuns sempre apresentaram letras obscuras e surpreendetemente maduras e contestativas para a época, abusando de um som eletrônico também bem mais pesado que o convencional. Dito isso, quando anunciaram um filme com a presença de Mischa Barton, uma das maiores garotas problemas de  Hollywood no momento, o que todos esperavam era algo no mínimo interessante o suficiente para virar um clássico underground kk. O resultado? Uma merda.

Finding t.A.T.u foi gravado em 2007 e tinha como principal promessa apresentar músicas novas da banda. Uma estreia cheia de marra no Festival de Cannes foi realizada em 2008 sem a presença da própria Mischa, que ficou bebada demais para ir ou algo assim. O album novo do grupo vazou no mundo todo, foi lançado em poucos países, uma delas engravidou, anunciaram separação, o tempo passou... e o filme foi jogado as traças. Lançado finalmente em alguns cinemas da Rússia no final de 2011, quem assiste pode enfim entender o motivo de tanta enrolação. 

Os minutos inicias chegam a enganar e causam até uma certa empolgação. Mischa e sua amiga finalmente se encontram na Rússia onde iriam ao show da dupla e começam a cantar na frente do espelho uma música rebolativa, uma cena que te deixa animado pelo que está por vir. Pena que não vem porra nenhuma. Sério, quem me conhece sabe como eu amo gostar de filme ruim mas esse é nível GLOBO FILMES. A história? Não existe. São simplesmente cenas que se sucedem. De um lado uma jeca sem noçao querendo ser modelo enquanto no outro a amiga fica se afundando nas drogas aleatoriamente, óóóh que conflitos. No final acontece algo muito absurdo e conveniente para dar um jeito em tudo e ter um final feliz. Fim.

Vergonha da Mischa Barton por ter aceitado fazer esse filme. Vergonha pelas meninas do t.A.T.u. por terem sido obrigadas a fazer esse filme. Vergonha de mim por ter baixado esse filme.

Constrangidas em cena por estarem nessa bomba.

E se querem algum momento bom, os créditos são ótimos ao som de Fly On The Wall - uma das meia dúzia de músicas que prestam no famigerado último albúm.
Você e Eu
Título Original: You and I (Finding t.A.T.u)
Países de Origem: Estados Unidos da América / Russia Direção: Roland Joffé Roteiro: Aleksey Mitrofanov, Luke Goltz, Shawn Schepps
Elenco: Aleksandr Byelonogov (Max) Alex Kaluzhsky (Dima) Anton Yelchin (Edvard Nikitin) Charlie Creed-Miles (Ian) Helena Mattsson (Kira) Igor Desyatnikov (Ivan) Lena Katina (Herself) Mischa Barton (Lana Starkova) Shantel VanSanten (Janie Sawyer) Yekaterina Malikova (Marina) Yulia Volkova (Herself)
Sinopse: O filme conta a história de amor entre duas jovens, uma americana e uma russa, que se conhecem num concerto das t.A.T.u. e acabam dividindo as suas obsessões pela dupla pop.

5 comentários:

Alessandra F. disse...

Eu não sei se fui eu que não entendi muito bem o filme, ou se ele tem mesmo um enredo todo furado ou se foi de propósito mesmo ser desse jeito. Tudo acontece muito rápido, mas acabei levando o filme como se ele fosse um videoclipe muito estendido, porque é assim que as histórias seguem em videoclipes. Provavelmente acabei preferindo ver desse modo para justificar a falta de coerência do filme. Eu fiquei meio "QUÊ?" quando acabou.

Tipo, ela não tava super longe de casa? Como de repente ela voltou pra lá? E do nada aí ela foi presa sem nem ter feito nada? E de onde surgiram aquele gordo e o filho dele? De onde diabos eles conheciam a Lana?

Eu tinha mais um monte de dúvidas, mas agora acabei esquecendo.

Danielle disse...

ELAS PASSAM O FILME TODO COM A MESMA ROUPA

­alexandre telefone disse...

É sério? Eu não reparei nesse detalhe delicioso kkk

Anônimo disse...

Filme, cansativo, história sem pé nem cabeça , um tempo perdido uahsuhasuhahus assisti só pela Mischa Barton.

Jean Cesar disse...

Esperei demais pra ver esse filme, demorou muito pra vazar e pra legendarem.
Eu adoro t.A.T.u. e sou apaixonado pela Mischa Barton e pela Shantel VanSanten, mas o filme é muito ruim e acaba valendo somente pelas cenas lésbicas entre a Mischa e a Shantel e pelas cenas finais que a Yulia e a Lena aparecem, deu pra matar um pouca a saudade delas na cena do show que elas cantam You and I, mas é muito ruim mesmo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...